domingo, dezembro 19, 2010

Definições

Outro barco


"Vejo-me como o náufrago de um barco que se afunda. Alguém que está a ponto de afogar-se mas há uma tábua a que se agarra. É a tábua dos princípios. Tudo o resto pode desmoronar-se, mas agarrado a ela, o náufrago chegará a uma praia. E depois, com essa tábua poderá construir outro barco, evitando cometer os erros de antes. Com esse barco tentará chegar a outro porto."

“José Saramago: ‘La honestidad no está de moda”, La Nación, Buenos Aires, 11 de Maio de 2003
Em Outros Cadernos de Saramago



Procuro não me definir... dos planos que faço, poucos são os que coloco em prática e dos conceitos que faço de mim mesmo, raros são os que realmente se encaixam. Sem falar nas características, que de tão particulares, fazem mistério inclusive a mim.
Contudo, em trechos como esse, me parece tudo tão indiscutível, como uma autobiografia, uma confissão... simplesmente é, e pronto!
E vindo de Saramago, quem sou eu pra questionar?!



beijo.outro.tchau

terça-feira, dezembro 14, 2010

Tudo igual

Terça-Feira... de outra semana, de outro mês e de um ano após tantos outros.
Tudo seria muito diferente, se não fosse praticamente igual a tudo o que vi até aqui...
A diferença ficou por conta da chuva, que encharcou a terra, dissipou o calor e inundou pensamentos vazios.

As plantas, depois de regadas por longas horas chuvosas, agradecem pela água e pela temperatura amena... tudo até parece mais verde agora.
Mas eu não sei pelo quê agradecer, ou pelo quê pedir... então às vezes não peço, não agradeço. O silêncio fala por mim... ou não.

Fico aqui imaginando como seria esse mundo, se as pessoas soubessem o quanto cada gesto, palavra, ou seja lá o que venham fazer ou pensar, pode interferir na vida de outras e o que mudaria se tomassemos plena consciência de que o que fazemos - ou deixamos de fazer ou simplesmente pensamos também detêm de consequências... positivas ou negativas.

É tanta coisa pra se pensar, gostar, detestar, questionar, mudar, fazer, adiar, enfim... e nessa imensidão de fatores, a primeira coisa a se perder é a linha de raciocínio - é, aquela que exigem de nós, seja em uma fala ou em uma reflexão... e que às vezes rotulam de coerência - para os atos, opiniões, justificativas, enfim.

Mas eu, como ainda não aprendi administrar metade do que talvez signifique isso tudo, não sei onde começa a linha de raciocínio e nem onde essa linha se encontra com a coerência.
E se soubesse, o que saberia?



beijo.outro.tchau

domingo, dezembro 05, 2010

Finalmente...

... as férias! - pelo menos da faculdade, né?!

Confesso que o medo de ficar retido em alguma matéria era grande (principalmente no que diz respeito a cálculos... francamente, sou péssimo!)
Mas a tática de 'se matar' no primeiro bimestre pra tirar as notas mais altas e poder relaxar no segundo bimestre, tem dado certo...
Então vâmo lá, aos trancos e barrancos, mas garantindo o diploma... nem que seja pra usar de decoração.

Ainda tem o curso o curso aos Sábados, mas também deve acabar na próxima semana... e aí, será alívio prolongado, porque não pretendo voltar - não tão cedo e muito menos pr'aquele lugar. Deus me livre!

Já em ritmo natalino, tenho amigo secreto sorteado... agora só me falta comprar o presente e driblar a minha curiosidade de saber quem tirou o meu nome.



beijo.outro.tchau

domingo, novembro 28, 2010

Over and over again...

Às vezes penso em desistir...
Pra ser sincero, tô tentando parar de expor tanto assim, o que na real eu tenho sentido.
Principalmente porque já virou hábito, adiar Posts que saíriam depressivos, só pra esperar a poeira baixar, tudo se resolver e conseguir escrever alguma coisa mais criativa, mais dinâmica e imprevisível... mas não tá dando.
Se for dessa forma, eu interrompo tudo por aqui e volto pra escrever em alguma reencarnação, quem sabe?!

Não sei dizer o nível de exaustão, de incredulidade em diversos fatores, de cansaço físico, mental, enfim... até dormir tem me cansado... inexplicavelmente!
E eu juro que eu tô tentando... mas o sorriso que eu dou lá fora, as piadas que eu faço com o dia a dia e os motivos que eu faço parecerem cômicos, são apenas fração de segundos que me servem de distração - uma espécie de escape - porque na real, na maioria das vezes, vejo em distrações assim, um motivo para não desabar...

E o pior é que limitações, motivos e "fés" são características tão particulares... nem cabe discutir.



My tears dry on their own




beijo.outro.tchau

sexta-feira, novembro 12, 2010

A cada dia...

Lá vem Drummond, pra me ajudar a disfarçar a bagunça interna, a incoerência de opiniões e também me dizer algumas verdades...


"A cada dia que vivo, mais me convenço de que o desperdício da vida está no amor que não damos, nas forças que não usamos, na prudência egoísta que nada arrisca e que, esquivando-nos do sofrimento, perdemos também a felicidade."


Carlos Drummond de Andrade

prudência egoísta - será que é isso?!



beijo.outro.tchau

domingo, novembro 07, 2010

A humanidade esqueceu-se de "ser"

"Muita gente me diz que sou pessimista; mas não é verdade, é o mundo que é péssimo. O ser humano limita-se na actualidade a “ter” coisas, mas a humanidade esqueceu-se de “ser”. Este último dá muito trabalho: pensar, duvidar, perguntar-se sobre si mesmo…"

“No soy pesimista, es el mundo el que es pésimo”, El Diario Montañés, Santander, 11 de Julho de 2006
Em Outros Cadernos de Saramago



beijo.outro.tchau

quinta-feira, novembro 04, 2010

Terra da Garoa

Há pouco estava conversando com a Ludy sobre o fim de semana...
Na verdade não tinha pensando em escrever sobre, mas já aproveito pra falar um pouco sobre o Sábado passado.

Acordei cedinho no Sábado (aquele dia que amanheceu risonho e límpido) e antes de ir pro curso, fui fazer aula de direção com o meu cunhado... acho que me saí bem, ou pelo menos não fiz o carro pular feito touro mecânico...
Quando chegamos lá, minha irmã foi fazer caminhada pelos arredores, enquanto eu me confundia entre embragem, marchas e setas (acho que ela tava com medo que eu matasse todos a bordo), mas depois criou coragem e se sentou no banco de trás.

Depois de algumas voltas, fui pro curso (o dia continuava risonho e límpido) e tudo ocorreu como sempre, não fosse pela prova que estava bem diferente do que eu esperava, hahahaha
Como já frisei duas vezes que o dia estava risonho e límpido, eu que NUNCA largo a minha mochila com tudo o que cabe lá dentro (incluindo o bendito guarda chuva), resolvi sair de casa de bermuda e só com os livros em mãos.
A ida foi tranquila, porque depois da aulinha de direção, minha irmã me deu uma carona até lá...
Agora quanto à volta...

Primeiro que eu já estranhei ali mesmo no curso, quando a professora disse: "you seen the weather? dawned a beautiful day and now it's raining and getting cold"

Nesse mesmo instante eu (sem guarda chuva, sem blusa e sem carona) pensei: "Vaca! só pode estar mentindo... Rosana Jatobá disse que NÃO ia chover"

Aí a gente faz uma pausa pra refletir e você argumenta: "Pô, tá reclamando só porque não tinha guarda chuva?"
Aí eu respondo em três fases:

1) Se você mora em São Paulo, sabe que a chuva aqui não brinca em serviço, ela vem e te lava a alma ou inunda seu carro
2) Você não gostaria de carregar seus livros debaixo de chuva, pra depois eles ficarem irrugados feito uva passa
3) Se chuva lava a alma, Deus lavou a minha com Vaporeto!

Depois de muito esperar embaixo de um toldo, chega o ônibus...
Dou sinal, entro e a cena é de terror...
Até dou a dica pra quem quer ficar famoso: ENTRA MOLHADO NO BUSÃO!
Garanto que você terá mais olhares do que ex-BBB

Acho que nem Jake Sully teria chamado tanta atenção

Depois que entrei em casa com o tênis minando água, não bastou cinco... eu disse CINCO minutos, pra cidade se tornar o mais novo semi-árido do país...
De alma lavada e com ódio no sangue, só me restou dormir o restante do dia.
Meteorologia pra quê?!



beijo.outro.tchau

quinta-feira, outubro 28, 2010

Resumo

Meu dia em uma palavra:



beijo.outro.tchau

terça-feira, outubro 26, 2010

'Cause I'm just trying...

Tenho estado ausente aqui, ali e em tantos outros "setores" da minha vida...
De repente sinto que me viciei na confortável decisão de me ausentar, adiar e fingir esquecer determinados assuntos, lugares, compromissos, fatos, enfim.

Tem me faltado a paciência pra entender que as pessoas, este mundo e o dia de amanhã não serão como eu espero que sejam...
Tá aí uma verdade que não é segredo pra ninguém (e muito menos pra mim), mas vou confessar que me sacio em cada oportunidade que tenho, de me abster de tudo.
Talvez porque as paredes do quarto não falam, a porta não dá palpites e o chão gelado pouco se importa com a situação...
Assim o dia acaba, as horas passam e eu ganho tempo - ou o perco de vez.

Estou bem pouco preocupado com o resultado de tudo... ou até me preocupo às vezes, mas quando olho pra trás, consigo ver tanta preocupação e tão pouco resultado, que prefiro continuar assim... Quem sabe, mudando a ordem das coisas, algum efeito possa ser percebido no final... quem sabe?!

Não bastasse tudo isso, ainda tem o fator "ser humano"... aquele para o qual você tem que estar 24 horas disposto, arrumado, feliz e satisfeito e do qual vai ouvir inúmeras abobrinhas, ser forçado a engolir diversos sapos e que na primeira oportunidade vai te criticar, vai te jogar na cara uma porção de coisas e vai querer que você se convença de que é o errado e não tem um pingo de razão.

Queria voltar atrás em um bocado de coisas, queria pedir desculpas em milhares de oportunidades - e também gostaria muito de ouvir alguns pedidos de desculpas. Se pudesse, voltaria atrás e não cometeria os mesmos erros, ou então os cometeria, só pra poder aprender a consertá-los...
Voltaria para abraçar mais, beijar mais, sorrir mais, ir mais longe ou me importar menos... mas aí não seria eu.

Dizem que a vida é como uma montanha russa ou como uma roda gigante...
E vendo por esse lado a diferença é que não há nenhum funcionário nesse parque, para o qual você possa gritar: "Hey, cansei... pára, que eu quero descer!"


Someone once told me that you have to choose
What you win or lose
You can't have everything



beijo.outro.tchau




... to be happy

sábado, outubro 16, 2010

Sabedoria Canina

Eu falava sério quando disse aqui que estava decidido a mudar o rumo das coisas...
Algo ainda soa como estranho, injusto ou egoísta da minha parte, mas no fim eu sei que não... sei o quanto já me aborreci e tenho aprendido constantemente a driblar esse meu excesso de compaixão.

Não, não quero me transformar em alguém vingativo, rancoroso ou coisa que o valha... Aliás, rancor é o que eu menos tenho.
O que tenho na verdade são lembranças de exatamente TODOS os momentos em que me senti um perfeito idiota ao tentar me manter próximo ou em algum momento ter pensado que eu não fosse tão bom, quanto...

Confesso não ter a extroversão necessária pra ser mais enérgico, mas contanto que as coisas continuem como estão, me dou por satisfeito... Seria algo como sabedoria canina: "Não morda, quando uma simples rosnada resolve o problema."

E eis que eu logo entendo a mensagem subliminar contida na ação...
Claro que pra uma ocorrência tão inusitada, tinha que ter um objetivo fútil e particular... que ingenuidade a minha, tsc, tsc, tsc!

Então é isso...
Beijo e não me liga, hahahahaha


beijo.outro.tchau

sábado, outubro 09, 2010

Tá ou não tá???

O tempo - ou a falta deste - tem sido um dos principais motivos para a "falta" de postagens, isso sem falar na velha e companheira preguiça...
O que era pra ser uma semana de prova, acabou se transformando em duas... e entre curso, trabalhos pra entregar, conteúdo pra estudar e manter o serviço em dia, tive que me abster de algumas coisas... o sono foi uma delas.

Agora me resta desejar que as notas sejam boas e que esse semestre acabe bem  ;-)

Por ora, a boa notícia foi que hoje não tinha aula no curso... ainda não entendi qual a "ligação" que o Sábado tem com um feriado de Terça-Feira, mas fiquei tão feliz com a notícia que preferi não questionar... precisava mesmo dormir!

Coloquei meu sono em dia e de tarde fomos no shopping comprar o presente de uma sobrinha para o Dia das Crianças...
A busca dela era pelo Ken, o ficante da Barbie, hehehe!
Mas tava difícil, viu?!
O que se via, eram kits com Barbies negras, morenas, loiras, ruivas e verdes apenas com a filha... é como se ambos tivessem tido um caso e o fulano deixado a garota pra cuidar da criança sozinha. Será isso uma mensagem subliminar? Algo como gravidez independente? HAHA
Depois de muita discussão sobre o que fazer, (e uma criança desesperada, querendo QUALQUER coisa da loja, só pra sair com um presente nas mãos) achamos o safado... todo penteado e mais maquiado do que a Barbie... parecia até que estava de batom - tirei um sarro e minha sobrinha respondeu nervosa: "Isso é a cor da boca, normal... dããã!"

Fim da busca, trouxemos o casal de bonecos e deixamos uma criança feliz...
E pros adultos ficarem felizes, uma escala na Kopenhagem... aquecer a alma com um capuccino, hauahuahuhauha

Bora esperar o que será do domingo e começar a fazer um trabalho gigante pra entregar semana que vem...



ou não de batom???



beijo.outro.tchau

quarta-feira, setembro 29, 2010

To the Sky

video

"On the heels of war and wonder
There's a stormy world up there
You can't whisper above the thunder
But you can fly anywhere"

 

beijo.outro.tchau

domingo, setembro 26, 2010

L'amour

Desde que nos mudamos, em razão da redução de espaço, meu cachorro passou a dormir dentro de casa e dependendo do caso, fica mais aqui dentro do que lá fora... coisa que ele adora.
Então ele alterna, sai em horários regulares pra fazer suas necessidades lá fora e depois volta, desesperado e se enfia na casinha - da qual pouco sai e tem muito ciúmes.
Ou, se não vai pro canto dele (vulgo lavanderia) ele dá um jeito de estar no meio de nós, causando alvoroço...
Mas aí minha mãe logo acaba com a festa dele e o manda decidir: "lá fora" ou "já pra sua casa"
Às vezes dá dó, mas folgado que é, se não cortar o barato dele, em poucos dias quem estará dormindo no chão, seremos nós.

Então, de alguns dias pra cá comecei a reparar que especialmente aos finais de semana, ele fica quietinho lá fora - sem chorar e sem latir pra chamar atenção... apenas observando a rua - a rua, sei.
Até aí, tudo bem... de repente ele estivesse se acostumando lá fora, enfim...

Mas não... hoje fui buscar a pizza e ao abrir a porta da sala rapidamente, pude pegá-lo no flagra...
Ele ta paquerando... uma "cofap"... que vem aqui no portão... de roupa!
Cheguei perto e disse: - Que bonito, né?!

Ele constrangido, entrou e foi se deitar e ela me olhou desolada e foi embora...



Loves in the air...



beijo.outro.tchau

sábado, setembro 25, 2010

Preguiçoso

Se preguiça é um pecado, inclua mais esse na minha lista de confissões e penitências...
Que eu tô preguiçoso pra postar, isso já dá pra perceber há algum tempo, mas reconheço que a situação está tomando proporções drásticas, hahahaha
Preguiça de ir dormir, já ouviu falar?!
Pois é, é preguiça pra levantar, pra trabalhar, pra estudar e quando chega o fim do dia, tenho preguiça até de ir dormir... tsc, tsc, tsc.

Porém admito - mais uma vez - que estou cansado e faço até uma ligeira ligação desse cansaço à esse excesso de preguiça... a tendência é ir adiando tarefas.
Mas isso é assunto pra outro dia, hahahahaha

A semana foi como sempre, sem muitos agitos... a não ser por dois dias em que passei mal. Fiquei repentinamente ruim da coluna e mal conseguia andar... Assustador, mas nada que um drama de novela não possa imitar, hahahaha.

Fora isso, tudo normal... inclusive hoje, no curso...
Aliás resolvi interromper um e fazer uma coisa de cada vez.
Admiro quem se esforça e se multiplica pra passar a vida inteira fazendo tudo ao mesmo tempo - dependendo do ponto de vista, serve de exemplo, maaaas no meu caso NÃO!
Já vi que não tô nessa vibe e nem acho legal essa rotina doida... Quando eu puder e quiser, eu volto, refaço, continuo, enfim...
Só não vou fazer o mesmo com a faculdade, porque dela eu tenho certeza que se largar, não volto mais...

Esses e outros perrengues, você encontra na minha vida
Sem mais para o momento, convicto fico de uma coisa:
Sorrir ainda é o melhor remédio!



beijo.outro.tchau

sexta-feira, setembro 17, 2010

Tolerância

Hoje foi um daqueles dias em que eu não me reconheci...
Sei lá, tanta coisa pra resolver, pra mudar, pra decidir, enfim.

Só pra ilustrar a cena:

Meu plano era sair pra trabalhar um pouco mais cedo e colocar em dia alguns serviços atrasados...
- Não deu (acabei foi saindo atrasado), mas tudo bem

Precisei resolver algumas coisas e na hora de ir, perdi um ônibus...
- Deixa pra lá, passa outro

Meia hora depois, o ônibus que consegui pegar, quebrou...
- Sem problemas, espero outro

No banco não me entregaram um talão de cheques porque a gerente estava ausente...
- Poxa, ninguém tem autonomia pra realizar míseras tarefas, mas fazer o que?! Eu aguardo...

Sem falar nos demais acontecimentos...

Daí, voltando pra casa pensei nesse excesso de tolerância repentina e me senti satisfeito com isso.
Consegui por algumas horas, canalizar as minhas energias de uma forma que não me desgastasse demais ou que eu as disperdiçasse...
O resultado no final do dia foi a resolução tranquila de todos os problemas.

Um bom final de semana e mais tolerância à todos!



beijo.outro.tchau

quinta-feira, setembro 09, 2010

Não custa nada...


video


Sofrer com tanta angústia
Por coisas tão pequenas
Gastar essa energia
Assim não vale à pena

Quem dera me livrar
Pra sempre de mim mesmo!
E só me reencontrar
Lá no teu doce abismo...



beijo.outro.tchau

terça-feira, setembro 07, 2010

Antes tarde...

... do que nunca!

Pois bem, agora sim eu me mudei, hahahahaha.
Posso dizer isso sem uma caixa sequer pedindo pra ser desfeita e sem absolutamente nada pra montar, ligar, instalar, arrumar, enfim...

Ainda está tudo muito corrido, mas agora bem menos conturbado.
E nem vou dizer que não postei por falta de tempo, porque na verdade até tive algumas oportunidades, mas aí faltou a inspiração, hahahahaha

Minha semana tem se resumido em casa, trabalho, faculdade e cursos...
O meu sedentarismo está curtindo muito essa vida, enquanto a minha velhice precoce sugere que eu fique em casa nas horas vagas e não ache graça alguma em qualquer programação em que eu tenha que me deslocar além da calçada.

Há ainda um plano de ir ao Parque do Ibirapuera hoje com a galera, mas com esse frio que está fazendo, ééé... não sei não, hahahahaha...
Dom Pedro que me desculpe nesse 7 de Setembro, mas quem gritou a independência foi ele, então ele que participe da comemoração, porque a minha vontade é de dormir até sofrer falência múltipla dos órgãos.
Contudo, o "evento" ainda está marcado, porém vai depender de fatores climáticos, hahahaha...
Se chover, não vamos - chove, chove, chove, chove!!!

Quanto ao restante, estou feliz...
Percebo o quanto foi acertada a minha decisão de me livrar de tudo o que não me alegra ou beneficia.
Percebo também algumas reações adversas, mas nada que me faça mudar de ideia... Em time que está ganhando, não se mexe. Diria até que estou na fase do autodescarrego, hehehehe.
Pela primeira vez ou talvez uma das poucas vezes até agora aqui no blog, posso escrever que estou feliz...
Talvez daí se dê a falta de tempo, "ser feliz me consome muito"



beijo.outro.tchau

quarta-feira, setembro 01, 2010

Uma semana

Pouco mais de uma semana de jejum nas postagens, justifico com a já conhecida história de que tudo está muito corrido, tenho me sentido muito mais cansado e novamente estive à espera de retornos, respostas ou qualquer coisa do tipo.

  • Várias horas: foi a duração do meu esforço, empenho e aplicação de todas as minhas forças e 'fés' em uma jornada que no momento ocorrido, tornou-se uma grande esperança;
  • Vários dias - mais especificamente uma semana: foi o prazo dado para o aguardo de uma resposta para aquilo - que mais uma vez - poderia ter sido a tão sonhada oportunidade... poderia.

A notícia não foi tão decepcionante assim... na moral da história, acaba-se criando anticorpos... um escudo de proteção. O corpo aprende a reagir com a razão e a emoção... ah! deixa ela pra lá.
Os "nãos" eu já estou mais do que certo de que vou ouví-los, mas eu também já decidi não ser convencido por eles...

Enquanto o ponto de vista sincero desabafa o meu cansaço, o lado realista da situação não me deixa esquecer de que "é o que tem pra hoje".
Então não vou reclamar, não... bola pra frente

Se uma coisa me conforta, é a surpresa de que notícias contrárias à minha vontade, não são mais fortes o suficiente para me aborrecerem.



beijo.outro.tchau

domingo, agosto 22, 2010

Bem casados

Mal vi o Sábado passar e já é quase Segunda-Feira, hahahaha
Ontem acordei cedinho (bota cedo nisso) e fui pro curso... aquela coisa de sempre, incluindo a mania que as recepcionistas de lá têm de não-saber-trabalhar, mas enfim... vamos esperar por um milagre.

Resolvi arriscar mais um curso, esse agora de francês...
Confesso que tenho a mínima noção possivel, e o fato de o inglês estar permanentemente em uso, mesmo que involuntariamente, acaba confundindo um pouco... mas foi um primeiro dia e aos poucos espero aprender alguma coisa, hahaha
Falando em aprender, não posso esquecer de uma "coleguinha" de classe que ainda não aprendeu a se colocar no lugar dela, hahahaha
Imagine alguém que sabe algumas frases em fracês (e quis usar todas no primeiro dia de aula), adora musiquinhas (e entre tantas, nos fez cantar "Frére Jacques") e deixou uma câmera de última geração em uma mesa do McDonald's na Alemanha e ninguém roubou - what?

Não entendeu nada?
Esquece, não vale a pena... hahahaha
Só queria mandar um recado:

"Sonnez les matines in your ass, baby"

Depois voltei pra casa, dormi até entrar em coma profundo e mais tarde fui à um casamento, mais especificamente da minha chefe...
Tanto a cerimônia quanto a recepção foram muito bonitas, tudo de muito bom gosto... desejo felicidades ao casal.
E ah! a minha irmã merece um PARABÉNS por não ter se atrasado.

Agora o jeito é aguentar o alto teor de inteligência (sic) que os programas domincais oferecem, hahaha
E se não tem outro jeito: Que venha a Segunda-Feira!



Nham!



beijo.outro.tchau

sexta-feira, agosto 20, 2010

Desgosto

O jejum nas postagens tem um certo motivo, ou alguns deles...
O primeiro é que ainda se encontra vestígios da mudança em alguns cantos... é o desktop desmontado, é o rádio numa instalação improvisada, uns livros empilhados e sempre aquele restinho de bagunça, que por ser mais difícil organizar, você vai deixando pra depois.
A boa notícia é que chegam mais móveis amanhã, então quem sabe algo melhore, se organize, enfim... hehehehe!
Isso sem falar na correria... mal tenho visto a semana passar (sensação que muito me alegra) e entre horários apertados e tarefas extras, tenho me desdobrado pra cumprir com todas as obrigações e da melhor forma possível.

Mas a sensação dessa e de outras tantas mudanças, nos têm feito bem...
Digo isso no plural, pois é perceptível a satisfação aqui em casa. Me sinto bem melhor com relação à isso e crio forças novas pra enfrentar e melhorar um turbilhão de outras coisas.
Claro, tem sempre uma coisa e outra que desperta um certo desgosto, mas reconheço que a intolerância não me leva a lugar algum e que levar as coisas a sério demais, faz mal.

Falando em desgosto, devo estar na maré alta do aborrecimento.
E por incrível que pareça, me decepcionei mais uma vez por esperar muito dos outros...
Decepção é o termo exato que define a situação, porém estou tranquilo, principalmente porque aprendi a bloquear aquilo que não me beneficia.
Não no sentido de egoísmo, mas no sentido de amor próprio... Não é saudável me anular em prol dos outros.
Contudo, me sinto mais tranquilo por ter extrema certeza de que fiz tudo aquilo que esteve ao meu alcance e bem longe da minha obrigação.
Mas não jogo na cara... se ajudei e fiz tudo o que pude, foi porque eu quis e se agora não pretendo mais estar disponível, vejo como um direito meu.
Mais um assunto que decidi jogar pro vento... Cada um sabe o que faz.

 Pararelo à isso, devo dizer que "Quanto maiores somos em humildade, tanto mais próximos estamos da grandeza."
Creio que pensamentos assim, alocam com sabedoria todas as nossas capacidades.



beijo.outro.tchau

domingo, agosto 15, 2010

Elefantes

Volta e meia, a minha vida sofre turbulências.
Se algo têm me confortado, é o fato de que o vizinho deixa o Wi-Fi ligado 24hs. por dia, então ainda que o desespero bata, dá pra me distrair no pc e desabafar aqui no meu divã, hahahahaha
O problema é quando o sinal se perde ou demora a conectar... fica a sensação de abstinência, sabe?! hehehe

Então, nada mudou muito do último Post pra cá... ainda que muito cansado, continuo motivado, hahahaha
As aulas no curso recomeçaram e juntando a agitação no serviço, a correria na faculdade e alguns problemas extras, mal tem sobrado tempo pra beber água, mas a gente segue em frente.

Falando em curso, as aulas começaram hoje mais especificamente e entre embaraços de "primeiro dia" e mal entendidos, pudemos constatar que ninguém sabe trabalhar naquele local, mas aí é Brasil, e a gente leva tudo na risada, e pá - acaba tudo em Croissant na hora do intervalo.

Não posso deixar de dizer que junto com o "acordar cedo" vem também o mau humor... e que vontade é essa de matar alguém? Alguém me explica???
Incontrolável... mas aí logo alguém me fala - "Vai dormir, que o seu mau é sono." e tchum! nem precisa falar duas vezes.
Consequência desse mau humor e das mutações de personalidade as quais tenho passado, é que a minha coragem pra me livrar do que não me faz bem está mais aguçada.

Aprofundando nesse assunto, mas não querendo ser palestrante, é que meus amigos NUNCA me fizeram mal (muito pelo contrário) e quando eu ou eles erram, existe a sapiência em consertar o erro.
O problema é que a prática é bem diferente de toda essa teoria, né?!
Tenho mania de me preocupar demais com as pessoas, com o "ao redor" e com aquilo que influência o decorrer do meu dia e acabo esquecendo que nem todo mundo é assim. Não que eu seja o exemplo de pessoa a ser seguido, mas tento fazer das minhas tentativas, os meus acertos.
Só pra concluir, hoje percebi que está na hora de fechar mais um ciclo... Ou talvez, se não for pra fechá-lo, apenas reajustar o quanto isso me influenciará ou tomará meu tempo.
Passei um longo período investindo em uma coisa, que pouco tem me dado o retorno, mínimo que fosse.
E quando eu esperei o melhor, o que tive foi migalhas, sobras e "quedas no conceito".
Hoje percebi que ou eu mudo o rumo das coisas, ou eu sairei sempre no prejuízo.
Afastar e manter uma distancia segura será a melhor saída.


No mais, enfrentei fila de Shopping, fui à alguns aniversários e cá estou, cansado e mesmo sabendo que serão poucas horas de sono, grudado à tela do pc, hahahaha

Informo que os últimos dias, tiveram a duração de intermináveis anos...mas consegui sobreviver.

um.elefante.incomoda.muita.gente


beijo.outro.tchau

quarta-feira, agosto 11, 2010

Eterno Aprendizado

Gosto quando a semana passa rápido... tudo bem que ela passa com a mesma velocidade habitual, mas a sensação de rapidez ajuda a cansar menos... mais um mistério psicológico, hahahaha.

Confesso que até semana passada a minha vontade era chutar o pau da barraca e mandar pros ares um monte de coisa, inclusive a faculdade...
Mas comecei a perceber que os obstáculos estão aí para serem vencidos e a vida é pra quem topa qualquer parada e não pra quem pára em qualquer topada, então resolvi me auto-motivar, ao invés de esperar que um fator externo, uma intervenção milagrosa venha resolver os meus problemas.

Aliás, defina problema.
Temos a mania de ver problemas em tudo, mas nunca/raramente tentamos criar oportunidades dentro dessas características...

Entendi que o "NÃO" eu já tenho e preciso correr atrás do "SIM"
E os minutos em que eu ficar me lamentando, serão somas de tempo desperdiçados...
Quando se passa por situações adversas, involuntariamente temos um aprendizado, cabe à nós absorvê-lo... Já no decorrer dos nossos dias, essas situações e esses aprendizados são contínuos... diários... momentâneos.
Estou reconhecendo os meus crescimentos e evoluções e principalmente dando atenção maior às minhas fraquezas, às minhas faltas.
Reconhecer um erro e moldar o que ainda não ficou bom tem me feito um bem incrível...

Aos poucos consigo enxergar os conflitos banais, os problemas fúteis que sugavam o meu tempo e paciência... Hoje consigo selecionar aquilo que deve receber a minha atenção - e não, não perco mais o meu tempo com o problema dos outros, com o mau humor dos outros e também não faço mais a vontade alheia.

Tenho vivido a maré de otimismo, mas sei que a maré irá durar o quanto eu quiser que dure... tudo sempre vai depender de mim. A parte ruim eu já tenho eventualmente por falta de escolha, então à parte que me cabe, farei o melhor.

Se a vida é realmente uma escola, quero ser seu melhor aluno.


beijo.outro.tchau

domingo, agosto 08, 2010

Arquivo Pessoal

Por diversas vezes desejei fechar os olhos e descobrir que parte de tudo o que vivi ou tive notícia fosse apenas um sonho ruim.
Ainda me perco na definição de muitos fatores, ainda me vejo despreparado diante de tantos desafios e redundantemente acabo me encontrando com fobias e problemas antigos.

Quando olho pra trás, observo o quanto já consegui ultrapassar... às vezes fica a dúvida de como consegui vencer dificuldades que para mim, eram as mais difíceis do mundo.
No entanto, quando olho pra frente, reconheço que ainda há muito o que crescer, evoluir, refletir e alcançar.

Grande parte, senão a maioria de tudo o que tenho e o que sou, devo infinitamente à quem sempre esteve ao meu lado direta ou indiretamente - mas que ainda assim, contribuiu de forma significativa - para que eu me espelhasse no melhor modelo possível ao moldar a minha personalidade, o meu caráter e a minha educação.
Sou grato, infinitamente pelo aprendizado ao qual fui submetido, seja pelos meus familiares ou amigos...
Aprendi que todos os que passam em nossa vida, nos deixam um pouco de si e levam um pouco de nós.

Levo em consideração o fato de ser um indivíduo nostálgico...
Tenho saudades, sinto falta, relembro com frequência e se pudesse, faria o que estivesse ao meu alcance para reviver ou me reaproximar de fatos que me fizeram tão bem.
Mas enfim, a saudade é a melhor prova de que o passado valeu a pena!

Das memórias, procuro guardar o melhor e das imagens gravadas, faço um tesouro frágil, que ao menor descuido, podem se apagar.

A nostalgia também me faz um tanto conservador, um tanto receoso e outro tanto cauteloso.
Mesmo que não tivesse muito, tenho a vaga sensação de que já perdi o bastante e repor algumas dessas perdas ou é muito difícil ou é simplesmente impossível.

Ainda que grato por tudo, a perda sempre dói.
E na falta de compreensão, nos resta a aceitação dos fatos imutáveis...
O tempo, com seu poder indiscutível, ainda não aprendeu a curar certas feridas e tampouco pode destruir lembranças.
Acredito que tudo tem um propósito e todo ciclo tem começo, meio e fim... essa é a ordem dos fatores, pra tudo!

Seria de extrema desconsideração, levar em conta apenas o dia de hoje, pois é durante todo o ano, esses anos todos que eu posso cegamente confiar em quem sempre quis e sempre irá desejar o meu bem... minha MÃE.

Quanto ao meu pai, tenho a certeza de que ele cumpriu com seus deveres, obrigações e fez o que esteve ao seu alcance para que o resultado fosse o melhor possível.
Isso me conforta ao saber que os bons frutos, serão sempre motivos de boas lembranças.


Desejo um feliz dia à todos os pais!


beijo.outro.tchau

sábado, agosto 07, 2010

Por onde andei...

Dizem por aí, que quem é vivo sempre aparece... Por ora, posso apenas confirmar que quem é vivo, atualiza Blog's (pelo menos).
As últimas semanas foram tão agitadas, que eu mal saberia por onde começar a escrever, mas enfim... tentarei resumir.

Quanto às férias, sim... elas aconteceram e foram bem mais surpreendentes do que eu podia imaginar.
Em uma ida à fazenda, conseguimos nos perder em uma estrada de terra (é, a pista asfaltada lá, bonitona e o povo insiste em pegar atalhos) - e nem vou comentar o cagasso que foi, hahahaha!
Mas foi bom sair da rotina, rever pessoas das quais eu gosto e dar valor, reconhecer que não existe lugar melhor do que a nossa casa.

Casa?
Eu falei em casa?

Ah! mas a minha casa foi vendida enquanto eu estava viajando...

E mesmo de férias, é preciso estar atento à data de volta às aulas.

Aulas?
Faculdade?

Ah! mas a minha turma/horário foi extinto repentinamente...

Pois é...
Eu no auge dos dias de vagabundice, como num piscar de olhos, fico sem casa e sem faculdade.
Mas felizmente tudo está se regularizando.

Quanto à casa, estou em novo endereço... bem melhor e ainda que tudo esteja uma bagunça e milhares de coisas estejam fora do lugar, não tenho do que reclamar... vida nova.
Quanto à faculdade, ainda preciso decidir o que vou fazer... se prossigo em novo horário e turma ou tomo uma decisão mais drástica.. veremos.

Falando em mudança, acabei ficando sem tempo e principalmente sem internet... O máximo que estava conseguindo era usar raramente no serviço e como tenho uma sorte danada, aqui em casa a banda larga ainda não está funcionando.
Devo esse acesso à sorte do acaso (e burrice do vizinho) que deixou o wi-fi desprotegido... ou melhor, ele protegeu... com a senha 0123456789
Claro, que qualquer ser humano normal, não digitaria essa senha, por ser MUITO óbvia, mas o meu desespero falou mais alto... arrisquei e funcionou.

Então até lá, poderei estabelecer contato com o mundo exterior, hahaha
E a bagunça que espere, um dia eu arrumo  ;-)
Dessa vez não vou formatar o texto pra ficar bonitinho, porque o Desk tá desmontado ainda e eu não tenho lá muuuita paciência com o teclado do Note...

Acho que por enquanto é só...
Não vou dizer que volto em breve, porque minha vida é uma caixinha de surpresas




beijo.outro.tchau

segunda-feira, julho 26, 2010

São coisas da vida...

Ensaiei escrever tantas coisas aqui, mas o meu estado de espírito se resume no silêncio.
Então vou ali resolver um conflito interno e quem sabe, volto depois...

A viagem?!
Não sei como foi... preciso redefinir o que chamo de bom e o que considero ruim

A vida?!
Tá indo... também é preciso redefinir muitas coisas nessa tal dessa vida

O espaço?!
Continua sendo meu sonho de consumo... ainda compro um terreno em qualquer galáxia distante




Nhé


beijo.outro.tchau

segunda-feira, julho 12, 2010

A voz da razão

Hoje eu olho pra trás, apesar dos meus poucos anos de idade - ou talvez não tão poucos assim - e observo que mudei bastante em diversos aspectos, não só em relação a mim mesmo, mas no que diz respeito aos outros e àquilo que me rodeia... ao externo.

Muita coisa eu aprendi errando, outras seguindo instruções e as mais importantes eu aprendi, mudando aquilo que causasse o conflito, principalmente quando o atrito em questão era causado por mim e pelo meu modo de agir ou pensar.

A minha pouca experiência me ensinou que não vale a pena eu me desgastar por pouco. Aliás, não há motivo que valha o desgaste - a moral dessa vida não é se desgastar, é aprender, é viver da melhor forma possível e pontofinal.

Ter a razão é relativo... em alguns casos, supérfluo.
De que adianta ter a razão, e não ter a sabedoria para usá-la?!
Ao invés disso, prefiro ter a paz de espírito, a calma da consciência limpa e um arrependimento a menos...

Fui, com o passar do tempo, interferindo menos no decorrer de algumas situações, mesmo porque não posso estar em todos os lugares ao mesmo tempo e percebi que assim, pude contemplar novas paisagens, encontrar novas pessoas e conhecer novas opiniões. Mais uma vez, aprendi que não ter sempre razão, faz bem, é natural.

Observei que quem briga pela razão na qual acredita, muitas vezes quebra a cara. Portanto, fiquei ciente de que existem inúmeras razões e que essas variam de acordo com o seu ponto de vista.
Descobri que o mundo gira normalmente, caso eu defenda ou não a minha razão, e que no caso de guardá-la pra mim, o mundo vai girar normalmente e eu vou ter uma inimizade a menos - olha aí o lucro multiplicado.

Lembrando que guardar uma razão para si, não significa deixar algo impune ou compartilhar de um erro, mas existem inúmeras formas de se consertar algo ou tomar decisões... A razão é litigiosa.

Podemos perfeitamente fazer uso da sinceridade e defender de um ponto de vista, sem que machuquemos alguém...
E no caso de uma ferida, a discutível razão não serve como curativo.

Daí eu vejo pessoas se debatendo por uma razão e acho mesquinho...
Indivíduos cheios de razão e tão pobres de espírito.
É preferível ser feliz a ter razão.


"A palavra é prata; O silêncio é ouro."


O fim de semana acabou;
Toda festa tem um fim.



beijo.outro.tchau

sábado, julho 03, 2010

Finalmente

Enfim as férias...
Tudo bem que ainda irei na faculdade na próxima semana para fazer uma prova, mas independente do resultado, aquilo lá também vai fechar no mês de Julho, então ou eu passo ou eu pego DP e já era, mas isso é outra história...

Quanto ao curso, hoje foi o último dia... graaaaças a Deus!
Não que eu não goste, mas é que preciso MUITO reaprender a dormir até tarde no Sábado... minha alma implora por descanso.
No serviço foi a minha última semana e só volto daqui trinta e poucos dias...
Só de pensar na próxima semana e lembrar que eu não tenho absolutamente NADA a fazer e nem horários a cumprir, me sinto imensamente feliz...

RELAX MODE  [ON]

Agora, mudando um pouco de assunto, hoje à tarde fui ao Museu da Língua Portuguesa (Próximo à Praça da Luz) e achei bem interessante...
Apenas recomendo que se leve crianças maiores de 10 ou 11 anos no mínimo e que se interessem pela leitura... levamos minhas sobrinhas e a mais velha inclusive reconheceu diversas obras, porém a mais nova, que está aprendendo a ler agora, acabou ficando impaciente e claro, "esperando" mais do que a atração se propõe a oferecer.
No mais, aviso que o espaço não é dos maiores e que não se gasta muito tempo por lá, mas visto que apenas se ganha quando o assunto é cultura, vale a pena! - e aos Sábados, a entrada é franca.
Então, se estiver de bobeira por aí, !!!

Hahahaha

Aí terminamos o dia no shopping, comendo algumas guloseimas... Aliás, a farra terminou mesmo foi aqui em casa, com bastante pipoca, um baralho e muita jogatina, hahahahaha
Tô vendo que vai ser difícil eu sentir saudade da rotina, hehehehehe



PRECISO DORMIR

beijo.outro.tchau

quinta-feira, julho 01, 2010

Roda Viva

Tô numa vibe de ouvir "Man in the Mirror" do Michael Jackson, saca?! (música e tradução aqui)
Em se tratando de MJ adoro o single, assim como todas as suas outras canções, mas tô apegado à letra... tô num desânimo total!

Só pra ilustrar melhor o que eu tô tentando dizer, mentalizo com muito afinco a primeira estrofe:

"I'm gonna make a change
For once in my life
It's gonna feel real good
Gonna make a difference
Gonna make it right"
 
 
Sou o tipo de pessoa que acredita - ou até um tempo atrás acreditou - que pra cada escolha existe uma renúncia, pra cada esforço há uma recompensa e que a vida tem a cor que a gente pinta.
Hoje, entrei em casa com o palpite de que você pode fazer várias escolhas e que as renúncias dependem de você, que nem sempre haverá uma recompensa para os seus esforços e que a vida não tem cor - A vida é a vida e pronto... se quiser colorir, compre um caderno de desenhos ou arrisque-se a fazer uma obra de arte no Paint, mas nunca rabisque a vida.

Principalmente porque a vida, sempre que tiver a oportunidade, vai desenhar um labirinto em volta de você...

Até um certo tempo atrás eu apostava na ideia de que você pudesse ser o que quisesse quando crescesse; Hoje vejo o quanto a visão de uma criança é ilusória, contraditória, otimista... e ingênua.
Você se mata, você segue regras, você recebe ordens, você espera feedbacks, você acompanha o fluxo e você... é só mais um...
Depois de um tempo você percebe o quanto se deixou enganar /ou o quanto acreditou na própria invenção... o problema é que aprende isso da pior maneira possível: na pele, na raça... por experiência própria.

O resultado disso tudo são as cicatrizes...
Num dado momento você já tem tantas marcas, que ou faltam espaço para novas, ou você já está totalmente indisposto a sofrer novas quedas.

Tô num momento reclusão
Prisão domiciliar, eu diria...
Muito me faz bem a atmosfera particular do meu quarto, a quietude do meu travesseiro e o silêncio das paredes... na janela, uma vitrine de estrelas.
E toda vez que é preciso deixar isso aqui pra batalhar lá fora, gostaria que fosse sem destino, nem script - nada combinado... Sem aquela mesmice da qual fazemos os nossos dias, semanas, meses e anos.

Exijo muito, porém não faço questão - me contento com pouco;
E me contentaria com muito menos do que imaginam ou sugerem.

Chato é ter que ter sempre uma justificativa pra tudo o que se faz e uma desculpa por tudo o que se deixa de cumprir...
Se fiz, foi porque tive vontade ou esteve ao meu alcance e se não fiz foi pelo oposto do que acabei de dizer - e acho que essa teoria se encaixa perfeitamente à todos os eventos

Mais uma vez estou cansado
Da canseira que ainda não descansei




 


"Tem dias que a gente se sente como quem partiu ou morreu..."




beijo.outro.tchau

sábado, junho 26, 2010

Cow Parade

Estou detestando cada vez mais as recepções...
Não vou generalizar... devem existir por aí milhares de profissionais sérias e que saibam trabalhar, mas vou tentar ilustrar as recepções que eu conheço e que sou obrigado a conviver (envolvendo portaria de prédio, curso, enfim...)

Sabe aquele balcãozinho com um computador onde geralmente ficam uma ou mais vacas, com a dicção péssima, competência mínima, coordenação motora zero e que têm a OBRIGAÇÃO de te atender quando você chega no local?!

Então... no que dependesse de mim, eu mudaria aquilo lá de nome...
Colocaria uma placa bem grande escrito: CURRAL

Vou dar o exemplo de recepção de curso -- meu drama atual
Incrivel o tempo, saliva e paciência que se perde tentando resolver um problema com uma vaquinha daquelas.
Primeiro; que elas podem trabalhar há décadas no local, mas quando você tenta tirar alguma dúvida, elas nunca sabem de nada...
Segundo; que você pode fazer a mesma pergunta trezentas vezes e elas te darão trezentas respostas diferentes...
E terceiro; que você vai sair de lá com mais problemas do que quando entrou...
Sem contar que elas adoram bater papo... haja assunto pra tanto conversê!

Ah!
E detalhe para as roupas e maquiagem...
Eu mesmo não sabia que vaca agora podia trabalhar em circo.
Palhaço Pimpão ganha no quesito bom gosto

Em homenagem, deixo a foto de uma delas...


Múúú, em que posso ajudá-lo?!



beijo.outro.tchau

Chega, né?!

Alguém aí viu a minha vida social?!
Não tenho certeza se eu a esqueci em algum lugar ou ela realmente acabou...
Olha, tô avisando que estou no meu limite e ninguém acredita... depois vem a Fátima Bernardes toda  trabalhada na indignação, noticiar que um universitário matou metade dos colegas de sala... hahahahahaha

E quero só ver qual vai ser a moral da história, depois de tanto sacrifício...
Vou querer casa, comida e um milhão por mês, hahahaha - "sonha neguim, que por enquanto não custa nada"

Pra se ter uma ideia do drama... estava me faltando tempo para dormir.
Aliás, ainda falta, mas o ritmo tende a diminuir... Férias da facul (ainda que corra o risco de pegar um exame), férias do serviço (nem pensei em vendê-las, pois não há preço que pague) e férias do curso...
Tem coisa melhor?

NÃO!

Resumindo em uma frase?!
"Não quero mais brincar disso"

O meu desejo é mudar de identidade e recomeçar a vida como agricultor, onde celular não pegue e não se tenha conhecimento da existência de um computador...
Mas como nem tudo é perfeito, vou esperar apenas que eu consiga descansar e sentir pelo menos um pouco de vontade de voltar à rotina.
Novamente, nada de planos... A vida é uma caixinha de surpresas!  ;-)

Hahahahaha

beijo.outro.tchau

sábado, junho 19, 2010

Outros Cadernos

Voltei para deixar o print (clique para ampliar) de um trecho de Saramago, exposto pelo UOL e que você confere clicando aqui.
Chama-se "Minutos, dias" e prova mais uma vez a perspicácia do autor em refletir profundamente sobre aspectos que geralmente consideramos tão simples.

Mais no blog do autor "Outros Cadernos de Saramago"






beijo.outro.tchau

sexta-feira, junho 18, 2010

Resumindo...

Tenho estado cada vez mais sem tempo...
Às vezes vivencio coisas que se eu contar, até Deus duvida e infelizmente não tenho acesso direto ao blog para escrever e documentar que não foi arte da minha imaginação, mas né... alguém tem que trabalhar e estudar nessa casa, hahahaha.

Estou pegando mania de velho, de ficar puxando assunto com os outros da rua... é, no Metrô ou na fila do banco, sabe?!
Aí, tô eu hoje esperando o ônibus e fui inventar de conversar com uma mulher do lado - alta, feinha, mal vestida, mas com cara de simpática - e quando ela começa a falar, percebo que a voz dela é fina...
Sabe quando você tá esperando uma resposta normal, mas acaba tomando um susto?
Estranhíssimo... Imagina a boneco Tchuk com a voz da Moranguinho, hahahahahahahaha
Engraçado?
Imagina eu, tentando não rir da coitada...
E pra piorar, ela se empolgou. Quanto mais eu tentava terminar o assunto, mais ela se interessava em bater papo.
Enfim...

A faculdade tem tomado muito tempo e claro, está ficando mais complicado à medida que se avança, mas vâmo lá... WE CAN!
E as Sextas-Feiras já nem têm gosto de fim de semana... quando não tenho aula no curso, tenho aula na faculdade e só pra dificultar um pouco mais, estou tendo aula de Sábado nos dois lugares e ai tenho que optar por um deles... Amanhã é um exemplo e já optei pela faculdade, uma vez que tô precisando MUITO de nota em uma matéria.
Enfim, efeitos colaterais de quem estuda, né?!
A gente se fode, mas se diverte... ter amigos loucos contribui para isso, hahahaha
Aliás, é um dos poucos lugares que me faz esquecer de um eventual problema do lado de fora... É só entrar na faculdade e "plim", esqueço tudo... até da matéria, hahahahahaha

Falando em esquecimento... estou com problemas sérios. Quando é pra esquecer, eu esqueço tudo, mas quando é pra lembrar, o medo de esquecer de alguma coisa me faz carregar (involuntariamente) coisas que talvez eu nem vá precisar durante o expediente...
Esses dias, terminei de me arrumar, dei tchau pro cachorro (como de praxe) e fui embora... quando na rua, reparei que estava carregando o vidro de perfume.
Um dia antes eu esqueci minha carteira, no outro o caderno (é, fui pra faculdade sem caderno, hahaha) e por aí vai...

Mas mudando um pouco de assunto, e já que eu escolho sempre economizar saliva e paciência ao lidar com assuntos polêmicos e de opiniões totalmente individuais, gostaria de refletir algo...

Uma vez, uma das minhas chefes contou que o filho mais novo dela é um pequeno crítico...
Quando algum assunto ou acontecimento que não é importante ou que não mereça maior atenção é discutido ou comentado entre eles (entre família, e tal) ele corta - quem quer que seja - e questiona: "O que isso acrescenta na nossa vida?"
Achei engraçado. Pra falar a verdade a gente até pensa que o guri deve ser chatão e tals, mas não... ela explicou: ele reage assim, principalmente quando o assunto é vida alheia... ou seja, desde cedo ele já sabe determinar o que é importante e o que é totalmente dispensável.
E sabe que eu estou ficando assim?!
Não sei se é a falta de tempo (ou o sono acumulado que me deixa estressado), mas eu estou cada vez mais sem paciência pra assuntos que 'não me acrescentam nada'.
Preciso de notícias, relatos e contos realmente inteligentes para que eu esteja disposto a interagir no dia-a-dia... E confesso, tá faltando tudo isso.
Às vezes preciso ficar em silêncio, porque aí eu não falo besteira e tampouco ouço e assim multiplico meu lucro.

Falando em conteúdo... perdemos Saramago.
Ainda desconheço grande parte de suas obras, mas sou fascinado pelas quais tive a oportunidade de estar em contato.



That's all


beijo.outro.tchau

segunda-feira, junho 14, 2010

so so

Não, não morri e nem estava preso...
Estou meio assim, sei lá!
Mas também não estou chorandinho, hahahahaha

Vou confessar que a preguiça ajudou a não postar esses dias.
Eu até tinha o que escrever aqui, mas aí lembrava que ia ter que traduzir tudo em palavras e enfim... ficou pra depois.
Desmotivação bombando, né?!
é.

Só sei que a porca tá entortanto o rabo, a vaca tá indo pro brejo e a casa ta caindo e eu?!
Tô aqui, ó  :-)

A faculdade está cada vez mais chata e corrida... terei prova dia 15 (sim, dia do jogo com o Brasil) e terei aula inclusive no Sábado - uhh, meu sonho ir pra facul no fim de semana!
Novamente, não vou comentar sobre as minhas notas, pois trata-se de um problema particular, hahaha

A semana passou gelada e tranquila e o final de semana também.
Aliás, o Sábado foi bem agitado e pra compensar, no Domingo prefiri dormir até às 16hs.

Aos que acompanharam a saga pelo fone de ouvido Apple, a boa notícia é que ele chegou e todos viveram felizes para sempre  ;-)
E por enquanto é isso...


beijo.outro.tchau

terça-feira, junho 08, 2010

Steve Jobs FDP! - Parte 2

Hoje a saga teve continuação...
Peregrinei mais algumas milhas em busca da capinha de silicone e fone de ouvido pra iPod...
Encontrei um original por apenas R$99,00, mas tinha viva-voz embutido, tipo pra usar com iPhone, saca?!
Não quis e também não ia pagar isso.
Comprei uma capinha de silicone por R$18,00, cheguei em casa, coloquei e...
FICOU UMA BOSTA!
Não serviu, ficou largo...
É muita capa pra pouco iPod

Quanto ao fone, estou comprando um pelo Mercado Livre...
É de uma pessoa que importa e tals ("importa", sei... claaaaro que deve burlar a fiscalização alfandegária, né?! hahahaha) - Brasil, um país de todos!
Porém, com a sorte que tenho, me resta apenas rezar à "Nossa Senhora das Pessoas Sem Sorte" e torcer para que tudo dê certo e que eu não seja enganado por um pilantra... e que finalmente um fone novinho chegue pelo correio, hahahaha

De resto, tudo na mesma...
Aliás, uma novidade: Hoje eu estudei  \o/
Pois é, por incrível que pareça, hoje eu estava concentrado na aula, hahaha
Só pra sair da rotina.

Agora tô aqui, imaginando mil formas de como destruir a loja da japonesa vadia que me vendeu essa capinha de iPod e me fez rasgar 18 reais...
Ainda me arrependo de ter trocado meu mp3 velho, de 256MB (não vale dar risada, hahaha) por um player "de marca".


Eu hoje: "Num fala comigo!"



beijo.outro.tchau

segunda-feira, junho 07, 2010

Steve Jobs FDP!

Eu sabia que ia colher os frutos bons vindouros da faxina de Domingo no meu quarto...
Só não imaginava que os benefícios viriam tão rápido!

Eu encontrei meu iPod, hahahahahahahahahahahahahahahaha 
:-)

Deixa eu explicar que não estava tão bagunçado assim, mas é que estava num local que eu dificilmente eu mexeria se tudo continuasse na bagunça como estava.
Pois é, achei e mais tarde coloquei pra recarregar a bateria e ouvir o que tinha lá...

Achei muito interessante o modo com o qual mudamos de gosto, personalidade, opiniões, etc...
Encontrei músicas que hoje já nem fazem tanto sucesso ou que pelo "modismo" teriam saído de qualquer playlist rapidinho. Mas enfim, a aparência do aparelhinho não é das melhores...
Ou melhor, ele está impecável, ficou guardadinho esse tempo todo, mas a capinha de silicone... coitada!

De transparente/branca, agora passou a ser amarelo/encardido.
Sem falar nos fones de ouvido, que eu fiz o favor de estragar bem antes desse sumiço (eles ainda funcionam, mas a aparência também está péssima)
Aí, contente que só, andei o dia INTEIRO atrás de um fone e uma capinha nova.

E não encontrei NADA
Aliás, encontrei uma, mas era transparente também e eu tô traumatizado...
Fone então, piorou... Original é impossível achar por aqui e no site da Apple só tem umas porcarias... a única coisa que eu encontrei na Store no setor de capinhas foram umas meias (igual aquelas que o pessoal usa pra colocar celular)...
E o preço??? Só R$99,00

O quê?!
Noventa e nove pilas numa meia?
Esse povo cheira cola, não é possível

O fone eu até comprei um, da Panasonic que estava escrito na embalagem: iPod
Pensei: Deve ser bem parecido com o fone original, né?!
Comprei... e...
ACHEI UMA MERDA, não gostei

Fiz o experimento de misturar Vanish, cloro, álcool e detergente e deixei a capinha de molho pra ver se voltava ao normal... Na verdade ela quase derreteu, mas continuou amarelada, hahahaha
Tô vendo que o jeito vai ser fazer uma promessa pra encontrar uma capinha e um fone original novo
E enquanto isso vou fazendo ele de HD externo, hahaha... tô precisando de espaço no PC e os 30GB vão me ajudar e muito!


Meu sonho de consumo


beijo.outro.tchau

domingo, junho 06, 2010

Se7e Vidas

E hoje eu acordei cedo...
Pra muita gente, 9:25am. pode até não parecer tão cedo assim, mas pra quem me conhece, sabe que pra eu estar de pé nesse horário a macumba tem que ser forte.

Então, com toda a disposição do mundo eu abro a janela, e vou tomar café...
Na mesa a atração não era o pão, o leite ou a geléia.
Toda a atenção foi voltada para mim. Era como se eu fosse um ET e tivesse acabado de aterrizar para abduzir alguns pãezinhos e uma xícara de leite...
Cheguei a acreditar que a minha presença - rara - pudesse tirar o apetite dos demais.

Em seguida aparece a minha tia, espantada e diz:
- NOSSA!!! Você acordado? com a janela aberta? limpando o quarto?
E eu:
- Pois é...
Ela continua:
- Jesus, é o fim dos tempos!!!
E eu:
- rs. ¬¬'

Sinceramente eu desisto...
Se eu tô dormindo, nego se incomoda e se eu tô acordado eu viro atração turística.
Aí tava aqui pensando... Gato tem 7 vidas, né?!
Se eu der um gato pra cada um, eles terão várias vidas pra cuidar e talvez deixem a minha em paz.



Miau


beijo.outro.tchau

Are you crazy?!

Vale ressaltar que ontem, Sábado, eu acordei às 15hs...
É, quis colocar o sono em dia e até consegui fazer um banco de horas... agora tenho créditos de sono, hahahaha

A única coisa ruim, é que você fica sem referência... acorda sem saber aonde está, que horas são, enfim...
Fiz apenas uma parcela de tudo o que tinha que fazer, principalmente nesse meu quarto, que mais parece a faixa de Gaza.
Organizei algumas coisas preguiçosamente e depois inventei de ligar o PC.

Comecei a conversar, me distraí e eu que já estava com muuuita vontade de arrumar o quarto, embalei o resto do dia aqui, em frente ao computador.
Jantei, tomei banho e voltei pra cá (e o quarto continua daquele jeito) e agora, que deveria ser hora de estar dormindo, eu não tenho sono... não consigo nem ao menos bocejar, hahahaha

Efeito da minha loucura é que na Terça-Feira (só fui estudar na Segunda e na Terça) eu emprestei meu caderno pra um amigo da facul e agora há pouco enquanto eu o procurava, fiquei desesperado.
Olhei na mochila, nas gavetas, embaixo da cama, imaginei ter sido roubado, pensei ter esquecido em algum lugar e depois de vários locais revirados, eu lembrei que o tinha emprestado.

Agora vou ter mais trabalho pra arrumar o que já estava bagunçado e o que eu acabei de revirar, hahahaha
Dá vontade de matar alguém...



Van Gogh e "O Quarto"
(versão real criada por um cenógrafo francês)



beijo.outro.tchau

sexta-feira, junho 04, 2010

4 amigos, 1 boliche e muita risada

Murphy me deixou em paz por alguns instantes e eu consegui ser feliz nesse feriado, hahahahaha
Realmente não tenho do que reclamar...

Primeiro que consegui dormir até mais tarde, o que ultimamente está cada vez mais complicado aqui em casa... Sempre tem um suco pra fazer no liquidificador, uma receita pra usar a batedeira, um serviço doméstico que precise de furadeira... e quando não é o ruído desses aparelhos discretos, é a minha mãe falando no telefone ou gritando com o cachorro, mas enfim...

Tudo isso, tirando o fato de ontem ter ido deitar e esquecer de desativar o despertador... o resultado foi ter que ficar apertando soneca a manhã inteira.
Tudo bem que a solução mais fácil seria entrar no menu e desativar de uma vez, mas o meu lado sonâmbulo ainda não sabe mexer no celular, hahahaha

Acordei com a galera ligando... Nas primeiras tentativas, eu ainda sonâmbulo e sem perceber que era uma ligação, procurava um botão pra silenciar e acabava desligando na cara do povo.

Marcamos de jogar boliche no início da noite...
Na verdade marcamos de nos encontrar às 18:15 em determinado lugar e de lá seguiriamos para o destino final...
18:15 eu disse, né?!
Vale lembrar que o último chegou às 19hs. Chegou não... fomos buscar! hahahaha
Atrasado? Não, relaxa, senta aí e pede um drink...

Fiz pelo menos um strike e claro, fiz várias vezes a bola ir embora pela canaleta...
Mas ganhei uma rodada    \o/
... e perdi várias outras, hahahahaha

Pude observar momentos dramáticos como um homem jogando vôlei em plena pista de boliche...
Não me pergunte como, mas ele jogava a bola de tal forma que essa, dava uns três pulos antes de chegar ao final da pista.
O mais desavisado pensaria que aquilo era um terremoto, hahahaha
Nas diversas jogadas dele, ao invés de fazer strike, ele quase fez cesta...
Tiozinho, NÃO É VÔLEI E NEM BASQUETE, ENTÃO NÃO PRECISA JOGAR A BOLA PRO ALTO, PORRA!

Poucas vezes me diverti tanto, ainda mais em um programa tão simples...
Só tenho elogios para as pessoas as quais estou rodeado ultimamente.
Gente do bem e que sabe transformar qualquer momento no melhor que ele possa ser...

Saímos do boliche e fomos pro Mc... mais uma rodada de puro riso.
E depois fizemos um Delivery, entregando cada um no seu respectivo endereço... Todos intactos, lúcidos e com a moral preservada, hahahahaha

Aí o dia termina aqui...
Eu com a mandíbula doendo de tanto rir e sem um pingo de vontade de trabalhar nessa Sexta-Feira.



Strike!!!


beijo.outro.tchau

quinta-feira, junho 03, 2010

Recessos

Finalmente de volta...
A falta de criatividade foi somada ao problema técnico ocorrido com a minha internet e o resultado foi o recesso não remunerado do blog, hahahaha.

O começo da semana foi tranquilo, nublado e frio (que eu gosto mucho)... então não teho muito do que reclamar.
Existem alguns planos pro feriado de hoje mas nenhum realmente confirmado, então não vou ser precipitado ao ponto de me alegrar por não ter que assistir TV ou ficar no PC o dia inteiro.

Tudo bem que se fosse um dia de expediente normal, eu trocaria qualquer coisa por ficar em casa, assistindo Sessão da Tarde, agora ficar em casa no feriado não dá!
Calma, eu explico a contradição:
- O ser humano NUNCA está feliz com nada... NUNCA!

:-)

Que a lei de Murphy não me ouça, mas eu espero (confiante) por um feriado feliz, hahahahaha



Que dia é hoje?!


beijo.outro.tchau

domingo, maio 30, 2010

A Partilha

Sou obrigado a dizer mais uma vez que o fim de semana passou voando...

Sexta fomos pro bar... e levamos o professor junto, hahahahaha
Na verdade não tivemos aula e o professor veio depois de dar aula em outra facul.
Bebidinha vai, bebidinha vem e eis que o nosso Sábado começou todo conservado no álcool, hahahaha...
Aliás, eu estava tão mal de gripe que deixei de tomar remédio e fui tomar uns goles na esperança de que a pinga queimasse a inflamação da minha garganta.
Puro engano... já altas horas da madrugada e eu literalmente vesgo, só não sabia se era por causa da bebida ou por causa da febre, hahahaha

Deitei às 3:30am. e o despertador (super discreto) fez o favor de me acordar aos pulos, às 6hs...
Tomei um banho pra tentar acordar e fui pro curso... daquele jeito.
Me diverti, conversei, estudei, enfim...
E na volta pra casa,  Jesus é quem me guiou, porque eu quase dormi... de pé, no ponto de ônibus.
Já no ônibus, consegui um lugar pra sentar e "boa noite", me acorde no meu ponto, obrigado!
Dormi tanto que até consegui sonhar... Não lembro do sonho, mas também não faz diferença.

Minha tarde de Sábado se resume em um lugar: CAMA
Quando acordei já era noite... e tínhamos visita

Fiz um social, aquela coisa toda, etc, etc e fui pra... CAMA
Hahahahahaha
E pensei: nem vou programar despertador, porque eu quero dormir até morrer

E dormi
E quase morri...
... de fome!

Hahahaha, sabe quando você dorme tantas horas seguidas, que o estômago ronca, totalmente vazio???
Acordei devorando tudo o que encontrei pela frente e depois, em função da "visita", teve um almoço diferente e tal... sabe, aquela coisa toda familiar... bem assim.
Resultado, juntando tudo o que eu tinha comido de manhã e mais o tal do almoço, fiquei parecendo um caminhão de lixo, hahahahaha

Daí que estou aqui, com o tédio que é todo fim de Domingo e uma vontade imensa de falar mal da visita...
Quer saber?!
Vou falar   :-)


Primeiro - que eu acho que família é uma coisa da qual a gente tem que ter saudade;
Segundo - que visita boa é aquela que deixa saudade - então, não pode ficar muito (e não se esqueça: se gostarem de você, vão pedir pra você ficar mais... não seja oferecido);
Terceiro - que gente folgada e espaçosa é um porre;
Quarto - que quando não se tem assunto, o melhor é ficar calado.

Fica aquela coisa chata, dos assuntos repetidos, as fofocas nada interessantes, o falatório sobre o seu comportamento, enfim...
Pior ainda quando rola uns assuntos complicados de se debater e que envolvem aspectos e percepções que variam de pessoa pra pessoa.
Um exemplo?!
Herança... serve?

Como prefiro não detalhar, vou sugerir que cada um imagine a situação...
E não esqueçam dos parentes... especialmente aqueles que vêm lá de onde Judas perdeu as Havaianas pra vir infernizar aqui.
Com o detalhe de que até "ontem" ninguém fazia visitinhas frequentes como agora (muito menos almocinho em família) e nem demonstrava interesse nos royalties...

E detesto gente que se faz de santo
Bonzinho é o caralho e vai tomar no meio do seu cú!
Se fosse tão puritano assim, parava de rodear a carniça feito urubu e deixava os outros em paz.
Uma coisa eu afirmo: o que eu puder fazer pra atrapalhar a alegria de gente salafrária, eu vou fazer...
Não vai ser fácil como tirar doce de criança, NÃO!

O próximo capítulo dessa palhaçada você lê aqui.

E que venha a Segunda-Feira, porra!
Hahahahahaha


"Seria melhor termos passado o dia em Bagdá"



beijo.outro.tchau

quinta-feira, maio 27, 2010

OSSOS do ofício

De manhã ouvi a minha mãe conversando com alguém no telefone que eu não sei quem era e comentando - pela milésima vez - que "SÓ" faltam dois anos pra eu terminar a faculdade...

Não sei porque, mas esse "SÓ DOIS ANOS" não me incentivou em nada, hahahahaha
Eu mal sei o que farei semana que vem... muito menos daqui há dois anos.

Tentei ver o lado engraçado da vida e fui trabalhar...
Mas não façam ligação entre o "engraçado" e o "trabalho"
Achar graça é uma coisa e trabalhar é outra e não se esqueça: não é possível trabalhar rindo, porque afinal, se fosse realmente agradável, não precisaria de salário, faríamos de boa vontade.

Fui supreendido com um gesto (esperado) humano por parte de Godzila - sim, as feras têm coração.
Na verdade eu esperava o tal ato de generosidade, mas não acreditava tanto que iria se concretizar.
Mas taí a Lei de Murphy pra contrariar tudo o que a gente pensa e fala, né?!

Hoje fui pra faculdade de ônibus e tinha um garoto lendo um livrinho...
Não consegui ver o nome ou ler algum trecho, mas parecia ser divertido.
O guri mostrou-se realmente concentrado e a cada página, dava gargalhadas
Fato simples, mas totalmente inusitado, principalmente vindo de uma criança...
Que seja conservado assim... Livros são ótimos companheiros.

Na aula, aquela coisa de sempre... acho que não preciso entrar em muito detalhe.
Ou melhor, preciso mas não sei se devo, hahahahaha
Melhor ficar quieto...

A jornada termina comigo, após andar 5.627.948.335 km (sim, eu vim a pé pra casa) e o vizinho ao me ver chegar pergunta: "Agora que você está chegando?!"
O cansaço não me deixou mandá-lo pra putaquepariu...

Hoje o cachorro não se manifestou muito. Quando cheguei ele veio brincar um pouco, mas se afastou logo...
Minha mãe deu um osso de presente pra ele (daqueles grandes que a gente compra na sessão de brinquedos caninos) e desde que ele ganhou o bendito do osso, ele não faz outra coisa a não ser carregar aquela coisa fedida pra lá e pra cá.
Na embalagem dizia que além de manter dentes e gengivas limpos, contribui para melhoria do hálito e diminuição do stress e ansiedade do animal.

Vou observar o comportamento dele nos próximos dias e se realmente ficar mais calmo, vou providenciar um osso desses para Godzila.
Hahahaha




It's time for lunch


beijo.outro.tchau